betclicpt
      Sempre (In)festa
      Filipe Dias
      2020/04/02
      E0
      "Sempre (In)festa" é uma coluna de opinião de um director de um clube amador que vos tenta trazer algo pouco explorado na globosfera que é a precariedade em que estes clubes vivem, entre outros assuntos, mantendo sempre a imparcialidade e respeito por todos os demais.

      Quem ama este desporto, como eu, anda nestas últimas semanas um pouco angustiado. O maldito Coronavírus veio tirar-nos uma das coisas que nós mais gostamos. Seja de que nível for, dos distritais, ao internacional, o futebol entra pela nossa casa dentro todos os dias do ano e agora sentimos um vazio enorme, até das discussões mais polémicas entre os grandes clubes nacionais e internacionais.

      Infelizmente, a pandemia que está a assolar o nosso planeta, veio para durar. Em Portugal, por exemplo, a Direcção Geral de Saúde estimava que o pico da pandemia iria ser a 14 de Abril, agora, já estimam que seja mais tarde, em princípio nos finais do mês de Maio, ou seja, um mês e meio de diferença. Obviamente que os casos em Itália e Espanha, à cabeça, mas também no Reino Unido, Alemanha, França, entre outros, são bem mais graves e, se aqui, na melhor das hipóteses, a pandemia acalmar em Junho/Julho, nos restantes exemplos pode ser preciso mais um pouco para se poder travar este flagelo.

      A UEFA informou esta semana as federações europeias que têm de terminar as provas até dia 3 de Agosto para os países do top-20 do coeficiente da UEFA, sendo que os países abaixo do top 20 têm de terminar até 20 de Julho, mas iniciar a temporada 2020/21 em Julho ou Agosto, será praticamente impossível, principalmente para os países mais afetados. Férias, pré-temporada, eliminatórias para as competições europeias, etc... tudo isso será difícil acontecer, até porque, convém não esquecer, vai haver Campeonato da Europa para o ano, pelo que se corre o risco de não haver datas para terminar uma temporada completa. 

      Quero com isto dizer que é utópico, neste momento, falar-se em datas de regresso das competições. Como o presidente da Liga, Pedro Proença, falou há um par de dias, seria importante terminar as provas até ao final de Junho e, no mês seguinte, dar início à próxima época, mas seria mais sensato que as altas instâncias do futebol mundial,pensassem em terminar a atual temporada, após a pandemia.

      Obviamente que a ideia, para tentar resolver o problema, que vou transcrever, pode suscitar várias opiniões, mas o caso em concreto seria para o futebol português, que é o que realmente nos interessa, mas que poderia ser aplicado aos restantes países europeus, que têm os seus campeonatos suspensos.

      Se o pico da pandemia for realmente em finais de Maio, vamos precisar de dois a três meses para voltar à vida normal, ou seja, na pior das hipóteses, só em Setembro é que poderíamos voltar a ter futebol. Porque não, em Setembro, fazer-se uma pré-temporada para terminar a atual época desportiva? Os meses de Outubro, Novembro e Dezembro davam perfeitamente para se disputar as 10 jornadas dos atuais campeonatos profissionais e para a final da Taça de Portugal. Dava também para um pequeno período de férias e de Janeiro a Maio, cinco meses em que se poderia fazer uma temporada mais curta com duas séries, onde poderiam dividir os nove primeiros da atual temporada em jogos a duas voltas, perfazendo 16 jornadas, numa fase de apuramento para decidir o campeão em 2021 e as equipas para as competições europeias. Por sua vez, os nove últimos poderiam lutar pela manutenção, nos mesmos moldes que os primeiros nove. Haveria sempre uma equipa de folga, que poderia disputar um encontro com a equipa que também está de folga da outra série. Infelizmente, as taças de Portugal e da Liga teriam de ser suspensas por uma temporada. 

      Quanto às provas europeias, poderiam seguir as mesmas datas, até final deste ano civil, concluir as atuais provas e a época seguinte, ser disputadas em eliminatórias como antigamente, em vez de existirem as fases de grupo.

      É certo que esta é a visão de quem não está a olhar aos cifrões, e seria com certeza uma época diferente, mas a possível face ao que se tem passado devido ao Covid-19, que nos tem “roubado” tempo para vermos aquilo que muitos de nós gostam, futebol.



      Comentários (0)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      EAinda não foram registados comentários...
      OPINIÕES DO MESMO AUTOR
      Há trinta e cinco anos, na cidade do Funchal, a Dona Dolores dava à luz um menino… Pronto, nesta altura, o caro leitor pensará que vem aí mais um artigo sobre o ...
      05-02-2020 15:51
      O Sporting prepara-se para igualar em anos o recorde do FC Porto sem vencer o campeonato português. Em 2020, os já 13 pontos de distância que tem para o líder Benfica ...
      28-12-2019 15:14E1
      A questão do Benfica europeu que o Presidente Luís Filipe Vieira imagina, está muito para lá da sua própria imaginação. Recentemente, ...
      03-10-2019 09:51E9
      Opinião
      A preto e branco
      Luís Cirilo Carvalho
      Pelas minhas gavetas do futebol
      Tiago S. Nogueira
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      Pontapés na atmosfera
      Pedro Fragoso
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa